fragmento do mestrado

Pela razão matematizante o olhar sensível é excluído, e ao mesmo tempo tudo torna-se visível. Pensar uma visualidade que não reduza o visual ao visto, mas conserve e explore a heterogeneidade do olhar e do olho aparece como um desafio que nos esforçaremos para enfrentar até a conclusão desta dissertação. Sabemos que realidade não é determinada e ontologicamente constituída; há uma pluralidade espectral de realidades virtuais. Virtualidade tem neste contexto o sentido que lhe atribuiu Maquiavel (apud. OLIVEIRA, 2003: 161): “o príncipe é o homem da virtú não por ter “virtudes”, ser generoso, bravo ou justo, mas por dispor da potência de gerar acontecimentos e assim mudar o mundo.”

About paoleb

muita cousa
This entry was posted in Draft, Work in progress and tagged . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s