Notas sobre o texto “As Ruínas Circulares” de Jorge Luis Borges

Me imaginei no lugar deste homem que sonha, e que, sem saber, é sonhado. Afinal, muitos de nossos sonhos ou lembranças vêm não de uma interioridade estável, mas de nossa experiência no mundo mesmo que habitamos, e nos faz, tanto quanto o fazemos. “Queria sonhar um homem: queria sonhá-lo com integridade minuciosa e impô-lo à realidade”. Eu querendo sonhar uma máquina, uma biomáquina que ainda não sei como construir; me faltam as ferramentas, mas talvez, mais do que isso, me falte aceitar minha ignorância do que seja feita esta biomáquina, nas minhas tentativas vãs de tentar definir-lhe.
“Um mínimo de mundo visível” – talvez seja no invisível que eu deva procurar as pistas para a construção deste quase-objeto: uma máquina de virtualidades…
E me jogar na “única tarefa de dormir e sonhar”: em lugar de tentar me apoderar do sonho, controlá-lo e imputar-lhe uma forma pré-sonhada… Me tornar um quase-sujeito…
“No começo, eram caóticos os sonhos; pouco depois, foram de natureza dialética” –tirar partido das controvérsias para deixar nascer estar biomáquina, que não pode ser feita apenas de afirmações e muito menos de certezas…
Máquina dialógica não discursiva, baseada nas associações que não controlo.
“Os rostos dos últimos pendiam há muitos séculos de distância e a uma altura estelar, mas eram absolutamente precisos.”
Mise en abîme de imagens ad infinitum, mas cada qual bem nítida: banco de imagens sonhado.
“O homem ditava-lhes lições de Anatomia, de Cosmografia, de magia”:
como toda ciência é mágica, como toda escrita é ficção.
Assim eu sonho minha biomáquina: forte como um touro, delicada como uma rosa, indômita como uma tempestade; “com alívio, com humilhação, com terror, compreendeu que ele também era uma aparência, que outro o estava sonhando.”

About paoleb

muita cousa
This entry was posted in Disciplinas and tagged . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s