Notas Rockeby

O trabalho é espelho, imagem e janela combinados. O reflexo do espectador se mistura com as imagens inscritas no vidro, e com o espaço da galeria, o contexto de visualização, visto através do vidro.
Um dos primeiros exemplos de trabalho que incentiva leituras subjetivas é romance de Laurence Sterne, A Vida e Opiniões de Tristram Shandy, finalizado em 1766. Ao longo do livro, as expectativas do leitor e hipóteses são diversas, abordadas de uma forma surpreendentemente pós-moderna.

o artista interativo, de acordo com o pioneiro artista interativo Myron Krueger,” antecipa possíveis reações do participante e compõe relações diferentes para cada alternativa”

John Cage: “o maior objetivo é não ter nenhum propósito em tudo. Isso coloca um de acordo com a maneira natural de operar.” Em obras posteriores, Cage ainda mais se retirou do processo de composição através do que ele chamou de “indeterminação”. Nestes trabalhos, as próprias regras foram deixadas intencionalmente ambíguas, deixando-as abertas a interpretação subjetiva dos artistas (performers).

Ao contrário do trabalho de Cage, o trabalho interativo envolve um diálogo entre o interagente e o sistema que compõem a obra de arte. O sistema interativo responde ao interagente (interator), que por sua vez responde a essa resposta. Um sistema de feedback é criado em que as implicações de uma ação são multiplicadas, assim como nós somos refletidos para o infinito pelos dois espelhos, um em frente do outro, em uma barbearia.

Responsive Environment 

A estrutura navegável pode ser pensada como uma articulação de um espaço, seja real, virtual ou conceitual. Os artista estruturam este espaço como uma espécie de arquitetura, e fornece um método de navegação. Cada posição dentro do espaço conceptual fornece um ponto de vista, definida e limitada pela estrutura circundante arquitetônica. Explorar esta estrutura apresenta ao espectador uma série de pontos de vista do espaço e do seu conteúdo.
É um erro concluir que, apresentando uma variedade de perspectivas, o artista pretende ser objetivo e desinteressado. Através da seleção específicos pontos de vista oferecidos, como eles estão ligados entre si, eo projeto do método de navegação, o artista tem poder expressivo significativo que é reforçada por esta aparente objetividade. Isso é análogo à situação encontrada em bancos de dados de hipertexto que presumem referência cruzada entre as informações que eles contêm. O sistema de referências cruzadas usados ​​continua a ser uma poderosa expressão das idéias do criador, enfatizando certos tipos de relacionamentos, enquanto desencoraja (descarta) outros. Criação de tais estruturas é semelhante a projetar a infra-estrutura de uma comunidade ou sociedade, isto carrega politicamente o espaço.

a relação entre interação e controle

About paoleb

muita cousa
This entry was posted in Aesthetics and tagged , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s