Working

Duas referências para o filme único: Varda e os planos de Demy em Jaquot de Nantes : minuto 3:14 e 41:32 e la peau, de Thierry Kuntzel (entrevista de Anne Marie Duguet)

O filme concebido não em função de sua reprodutibilidade mas de sua irreprodutibilidade: filme único: sem cópias, sem negativo. A película em sua positividade objetual: a cada vez que é projetada, a cada vez que se põe em marcha, morre um pouco. Gasta um pouco. Como eu ou você.

About paoleb

muita cousa
This entry was posted in Aesthetics and tagged , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s